domingo, 14 de junho de 2015

VIROU CORNO

sexo_oral_004

conto de Gabriela
do site :
http://www.swingprive.com

 

Boa tarde, o fato que se passou aconteceu comigo na virada deste ano, sou casada a 22 anos tenho e tenho 42,

modéstia a parte ainda sou muito gostosa, desde de quando eu ainda era noiva meu marido sempre ficava falando que queria me ver de quatro, sendo esporrada na boca, dando pra dois e eu sempre gostava da ideia, mas nunca isto havia saído de nossa cama,

porém, na escola onde dou aula chegou um professor de educação física o Léo de 24 anos, sarado, um tesão e sempre brincou comigo, falando que eu era safada, pois sou muito extrovertida, brinco com minhas amigas de trabalho, falo do meu tesão, que não fico sem dar uma trepada com meu marido e isto mexeu com a mente do Léo,

ele vive de olho em minha bunda, sempre me encoxa, eu não ligo já até havia falado pro meu marido, que me incentivou,

mas quando entramos de férias em dezembro passado fomos para Arraial D`ajuda, quem estava lá, o Léo com sua família, nos encontramos na praia até que um dia o chamei para ir lá em casa almoçar, fiz uma peixada deliciosa,

só que meu marido ficou agarrado com alguns amigos seus na praia e o Léo chegou primeiro e estava só de biquini cozinhando, adoro cozinhar, servi pra ele uma cervejinha e continuei meus afazeres na cozinha, outra cerveja e ele se levantou veio até o fogão onde eu estava e perguntou se minha peixada era boa igual a minha bunda, fiquei paralisada e senti sua mão apertar minha nadega virei e retribui, nos atracamos ali mesmo ele me comeu em pé e gozou em minha boca e disse que ia me comer todos os dias, inclusive na frente do meu marido, falando que já tinha sacado que ele gostava de ver os outros me comendo com os olhos,

meu marido chegou com mais dois outros amigos nossos que estavam em uma casa no mesmo condomínio, eles também não tiravam o olho de mim na praia, pois o safado do meu marido ficava falando de como eu sou fogosa e não é que um deles na hora que entrou na cozinha viu uma espirrada de porra do Léo na porta do forno do fogão, ele me chamou e disse que eu havia deixado um pouco cair, que não havia bebido tudo,

fiquei vermelha, fomos para a sala, batemos papo e quando o maridão saiu da sala e foi ao banheiro o safado do João falou assim 'quando vcs forem fazer o que fizeram limpem direito já pensou se fosse o meu amigo, ele não ia gostar, há e eu também quero viu, e deu uma risada o Fábio sem entender riu sem graça, almoçamos o Léo foi embora o Fábio também e o João ficou bebendo com o maridão, porém eu saquei que o joão estava embebedando o Glausson,

tomei um banho vesti um vestidinho e uma calcinha de tirar o fôlego de qualquer um, entrei no jogo do João, estava com tesão naquele cafajeste, meu corno estava quase dormindo falei pra ele ir tomar um banho e depois voltar, que eu ficaria com o João até ele voltar, foi só ele entrar no chuveiro que o João veio me cantando, já estava afim e comecei a sarrá-lo ali mesmo,

para meu espanto, sem que eu percebesse o Glausson desceu as escadas tirou uma foto comigo chupando o João ajoelhada no chão, ele estava só de sunga e começou a se masturbar, foi ai ue virei uma puta, uma cadela no cio, e ele me disse que os três haviam me visto dar para o Léo e que o Fábio só havia ido tomar um banho e estava voltando para me ver peladinha, cai no pau, nunca havia dado pra outro que não fosse ele e no mesmo dia dei pra três té hoje acho inacreditável, mas adorei.