domingo, 18 de dezembro de 2011

AMANDA

gordinha sensual leiria leiria portugal__6EE892_3

conto de Scorpion

Conheci Amanda durante uns dias em que passei na casa de uma tia...Amanda era morena, olhos esverdeados, e gordinha, como eu gosto, Na época, devia ter uns 23 anos, mas o seu jeito era de menininha..

A mãe dela era amiga de minha tia e enquanto eu trabalhava no quarto, ouvia-as conversando..a mãe dela dizia que achava um absurdo, ela ser tão liberal e louca por novas aventuras." Talvez seja por isso que não tenha nenhum namorado fixo", ela dizia. Dizia que ela fazia questão de preservar a independência e odiava a idéia de ter compromissos de qualquer espécie com qualquer pessoa. "Cada dia está com um namorado diferente"..dizia...

Eu passei a observar melhor a deliciosa gordinha...Numa segunda feira, a rua estava vazia, eu estava sozinho em casa e dei um tempo no trabalho prá tomar um ar..Pela janela, vi Amanda, quando ajudava seu namorado a lavar o carro, em frente à sua casa. Estava de short branco e uma camiseta de malha fina e quase transparente.. Os biquinhos dos seus seios provocavam montinhos sensuais sob o tecido e o short de nailon entrava sutilmente entre as nádegas, moldando seus montes de gostosura. Ela estava simplesmente tentadora..Um tesão....Eu percebi que ela viu que eu estava olhando, ..Percebi que ela olhou de rabo de olho para a janela do apartamento da  minha tia ..Se fazendo de desentendida, parecia se exibir prá mim, à medida que se esfregava sobre o carro em movimentos provocativos - se debruçando sobre o capô, a pretexto de lustrar o parabrisa ou se agachando para escovar os pneus, deixando aparecer em rápidos relances as dobras secretas da suas fartas e apetitosas carnes...

O rapaz recebeu um telefonema , e foi embora..
Ela atravessou a rua e tocou no apartamento da minha tia e me perguntou se podia guardar o carro na nossa garagem...é claro que eu disse que sim, desci, e manobrei o automovel...

Eu estava de short e camiseta e meio sem jeito tentava disfarçar a minha excitação..Meu pau ficou duro só de ver o sorriso dela seguido do "obrigada"...Perguntei se ela queria uma água ou refrigerante e sem esperar a resposta, peguei-a pela mão e levei-a até o apartamento da minha tia..

Ela me seguiu, e ficou no meio da cozinha, peguei um refrigerante e a convidei a sentar...Ela disse que estava molhada, eu lhe sorri e disse que não tinha problema, disse que estava me sentindo sozinho e que era uma boa oportunidade da gente se conhecer melhor...Ela aceitou, desde que eu arrumasse uma toalha para ela se sentar e não molhar o sofá.....Começamos a conversar, entre sorrisos e trocamos confidencias..conversamos sobre quase tudo, e acabamos falando sobre relacionamentos...Como percebi que ela estava sem jeito, servi vinho para nós...algumas taças depois, estavamos falando sobre sexo e fantasiais...Ela me confessou que seu atual namorado era meio devagar....sorrimos e eu lhe disse com sinceridade que ficava sempre olhando-a, que adorava garotas fofinhas e que estava olhando-a pela janela, desejando ser o carro sobre o qual ela se esfregava...
"eu sei que vc estava olhando" - ela disse, gostou do que viu ? ...." adorei", eu disse... Segurei o rosto dela com as duas mãos e roubei um beijo molhado...Beijei-a novamente ela foi se afastando e eu fui de encontro à ela, até que a apertei contra a parede e apertei seus punhos contra a parede...beijei-a mais algumas vezes, até ela corresponder, sugando a minha língua...aí foi o paraíso : beijamo-nos enquanto eu explorava o seu corpão com as mãos e beijava seu pescoço...Eu disse, baixinho : "quero você, quero você, agora.."

Diante de tanta sinceridade, ela não deu nenhuma resposta verbal, apesar de ter usado a boca e as mãos para explicar suas intenções...Ela beijou o meu pescoço, tirou o meu pau prá fora do short , e começou a me masturbar enquanto me beijava  ..Apertava meu caralho em movimentos de vai e vem, me deixando maravilhado pelo calor da sua mãozinho..Ela me punhetava com volúpia, fazendo arrepiar cada célula da minha carne tenra e pulsante.....Eu lhe pedi para ir devagar pois não gostaria de gozar logo, e queria desfrutar ao máximo aquele momento...

Ela se afastou e começou a se despir, retirando a camiseta molhada com intencional lentidão, me olhando diretamente nos olhos, para provocar-me ainda mais...Quando ela começou a retirar o short, eu a ataquei como um bárbaro, derrubando-a sobre o sofá e afogando-a em beijos, sugando seus seios, mordiscando suas coxas, lambando e arranhando seu dorso eriçado..Depois agarrei seu short e o arranquei com violência, lambendo e chupando cada pedacinho de carne que aparecia...Quando minha lingua tocou seu sexo latejante, ela não conseguiu conter um suspiro de prazer.. Minhas mãos seguravam suas nádegas, enquanto minha língua sedenta percorria seus grandes lábios, passando ao grelinho durinho de tesão, provocando nela urros de prazer...Suguei como louco e ela gozou na minha boca, falando meu nome várias vezes...

Após um intervalo de carícias moderadas, dirigi a cabeça do meu membro até sua grutinha..Abri suas pernas grossas com as mãos e penetrei em suas entranhas...Ela começou a gemer e meu mastro já estava a meio caminho andado a penetrar suas carnes macias, que cediam lentamente...Meu pau era muito grosso e ela se contorcia, com gritinhos de dor e prazer, até a estocada definitiva que permitiu a entrada total do meu pau.
Ela apertava meu falo com as contrações de sua buceta, dizendo coisas doces e obscenas no meu ouvido..
Eu não consegui segurar muito tempo, o prazer percorreu todas as minhas veias e anuncei que ia gozar..
"Goza", ela disse, "goza prá mim..".. Ela retirou meu membro rijo, que brilhava dos sucos vaginais dela..Ela colocou -o na boca, sugando-o ritmicamente, usando a boca e as mãos para me dar prazer..."Vou gozar,,vou gozar.." eu quase gritei.. Subitamente, ela retirou meu membro de sua boca e eu inundei seu rosto, seus seios e sua deliciosa e enorme barriga com minha porra....

Ficamos um tempo abraçados deitados no chão da sala,
Permanecemos calados, por algum tempo. Eu, com os olhos fechados, tentava retomar a respiração.... Até que, bruscamente, ela me abraçou forte e começou a alisar meu pau...

Começamos a nos beijar novamente, e ela virou-se de costas para mim...Com jeito a coloquei de quatro. Lambi todas as partes daquela maravilhosa e enorme bunda e invadi o interior daquela gostosura apertada com as pontas dos dedos, enquanto beijava todo o dorso daquele corpinho lindo.

Ela se masturbava devagar, apontando a bunda para mim..Tremi diante da tentação e quando senti o seu cuzinho piscando em meus dedos, coloquei meu pau entre suas nádegas. Esfreguei a cabeça agitada na portinha do seu buraquinho e ela gemeu,  se esfregando :  Estava difícil no começo, mas com mais um pouco de força e carinho o orifício anal  foi cedendo, e, como se foi  se abrindo e engolindo meu caralho.
Fiquei colocando e tirando a cabecinha do meu pau em seu cuzinho quente. Ao sentir que ela estava totalmente relaxada dei um gemido em seu ouvido e fui enfiando todo o pau.
Amanda se esfregava rapidamente e gemia.... Seu cuzinho  delicioso se contraía e  apertava meu  pau. Eu  sabia que  não iria agüentar por muito tempo.

Amanda , com a mão por baixo do corpo, se masturbava loucamente. Eu bombeava calmamente naquele anelzinho apertado, penetrando fundo e depois retirando o pau quase que todo. Dado momento, retirei o pau completamente do seu cuzinho e esperei um pouco, ela vendo que eu demorava de enfiá-lo de novo começou a jogar a bunda para trás até roçar na cabeça do meu pau, sempre gemendo...

Diante disso, enfiei imediatamente  o pau naquele buraquinho  e comecei a bombear, no mesmo momento em que senti as contrações do seu cuzinho. O gozo que Amanda teve através de seus dedos,  fazia seu ânus mastigar meu pau sem parar. Ela gemia, gemia. e ainda gemendo recomeçou a se masturbar e dizia :
- Não goza ainda, ,,vou gozar de novo, vou gozar de novo..... Neste momento ela começou a gozar novamente e seu corpo se descontrolou.

Seu cu voltou a mastigar meu pau em fortes contrações, agora mais forte que antes. e ela se dobrava, chorando de tesão, me pedindo prá encher seu cú de porra.. Minha porra saiu a mil por hora. Amanda até empinou a bunda, assustada com a potência do meu esperma dentro do seu cuzinho. Ela então gritou de dor e prazer.

Enquanto ela gozava, o seu cu se contraia sem parar, parecia que ia cortar o meu pau no meio...Eu gozei, gozei fartamente, bem no fundo do seu cú, meu púbis se apertando, encostando nas suas enormes nádegas...
Eu via tudo rodar, achei que ia desmaiar,,meu corpo estremeceu todo. Perdi as forças e me debrucei em suas costas, sem tirar o pau de dentro do seu cú...Amanda ainda contraia esparçadamente o cuzinho, meu pau estava todo atolado dentro...

Fiquei em cima das costas dela, beijando seu pescoço, sussurrando no ouvido dela o que quanto ela era gostosa, até o pau amolecer ...Tirei devagar e ela se virou e começou a alisá-lo.. Ele estava amolecendo só que estava muito mais grosso e sensivel do que o normal.
Abracei-a e beijei-a muito, como se estivesse agradecendo..
Ficamos nos beijando e quando percebemos não tinhamos noção de que horas já eram...
Já estava na hora de minha tia chegar ,mas nós não viamos o tempo passar..Era como se o mundo lá fora não importasse e ficamos nos beijando, esquecidos de tudo..

Despertamos do nosso sonho quando o celular dela tocou bem alto..era o seu namorado...
Logo ela foi embora mas nós ficamos juntos muito mais vezes e apesar da diferença da idade, uns dois meses depois, ela desmanchou com o namorado e nós começamos a namorar...

Perdi contato com ela, mas ainda lembro dela com saudades e ternura...